16 de ago de 2009

MOCHILAS

Existe uma grande variedade de mochilas no mercado específicas para as várias modalidades de trekking. Deve-se estar atento para a escolha da mochila correta para cada tipo de trilha.

As mochilas pequenas, com capacidade de 20 a 30 litros (conhecidas como mochila de ataque), são muito utilizadas para trilhas pequenas, do tipo “bate e volta” onde se acomoda apenas um cantil, um lanche, lanterna, etc... Dê preferência as que possuam presilhas no abdome ou no peitoral. Isto evita que ela fique “sambando” no decorrer da trilha e evita indesejáveis incômodos.

Para trilhas em que o pernoite se faz necessário, já se priorizam as mochilas cargueiras.

Possuem normalmente mais de 60 litros e alguns detalhes a serem levados em consideração, como:

-TAMANHO: No mínimo 55 litros. Não esqueça que teremos vários objetos a serem acomodados. Teremos barraca, saco de dormir, isolante, fogareiro, alimento, agasalho, etc...

-MATERIAL: Dê preferência as de material impermeabilizado. Temos de ter em mente que estaremos em uma trilha e, portanto, em local aberto, em geral em altitude e sujeito as mudanças do tempo e aos micro-climas da cada local. Evite também aquelas mochilas batarinhas compradas em feirinhas. Nada contra, apenas, estas não foram feitas especificamente para o trekking. A mochila correta possui barrigueira ajustável e acolchoada (ela divide o peso para os quadris) e, regulador de altura, costuras reforçadas, acolchoamento isolado para a região lombar e zíper coberto. Tudo isso torna a trilha MUITO mais fácil. Nada pior que, no meio da trilha, uma alça arrebentada...

-CAPA: Existem modelos com uma capa interna que envolve toda a mochila. São eficientes, mas se o seu modelo não possuir esta capa acoplada, existe no mercado capas de diversos tamanhos para se adaptar a sua mochila. Acredite, é muito ruim não possuir roupas secas após armar sua barraca. Evite também pendurar objetos pelo lado de fora de sua mochila. Estes objetos podem prender em pontas de pedra ou em galhos e até causar um acidente. Lembre-se: mochila não é árvore de natal!

-ARRUMAÇÃO: Durante uma trilha longa, existem algumas técnicas para arrumação de uma mochila. Arruma-la deitada e “forrar” as costas com roupas e agasalhos, previne incômodos de outros objetos em contato com a região lombar. Leve em conta o centro de gravidade também. Na subida, peso em cima e, na descida, peso embaixo.